A procura de emprego está cada vez mais dinâmica. Para além das plataformas de anúncios, é agora possível enviar uma candidatura através das redes sociais e muitas empresas começam a apostar nas suas próprias plataformas de recrutamento.

Enviar o CV parece óbvio, mas no que diz respeito à carta de apresentação, ficam sempre algumas dúvidas:

  • É sempre necessária, mesmo que o recrutador não peça?
  • Os recrutadores lêem mesmo as cartas de apresentação?
  • Como criar uma que me difencie dos restantes candidatos?

Se já te perguntaste a ti mesma para que serve a carta de apresentação e se vale a pena escrever uma, este artigo é para ti.

O que é uma carta de apresentação?

A carta de apresentação é um documento dirigido ao recrutador onde:

  • Te apresentas;
  • Destacas competências/experiências específicas;
  • Apresentas a tua motivação para o cargo.

Ao contrário do CV, que segue uma estrutura mais ou menos fechada (informação pessoal, formação académica, percurso profissional, etc.), a carta de apresentação permite-te simular uma conversação, dando um cunho mais pessoal à candidatura e, ao mesmo tempo, dizendo mais do que o próprio CV pode revelar.

Vê a carta de apresentação como uma ferramenta de storytelling onde tens a oportunidade de te apresentar ao recrutador e explicar porque és o candidato ideal, destacando as competências ou experiências que te podem colocar em vantagem.

Quando devo enviar uma carta de apresentação?

Uma das questões que deixaram no Instagram sobre o tema foi quando deve ser enviada uma carta de apresentação.

Segundo estudos da área, uma grande parte dos recrutadores valoriza uma apresentação personalizada a acompanhar o CV do candidato. Neste estudo, quase metade dos inquiridos apontaram a carta de apresentação com o fator distintivo quando o volume de candidaturas é elevado.

A boa notícia é que o mercado de trabalho evoluiu – e as cartas de apresentação também. O email onde anexas o teu CV pode perfeitamente servir de carta de apresentação, desde que dediques o tempo suficiente a torná-lo interessante e personalizado.

Se não for explicitamente pedida uma carta de apresentação, o email serve perfeitamente para criar uma conexão com o recrutador.

Por isso, a resposta à pergunta é: sempre.

A carta de apresentação é ainda mais importante quando o teu currículo apresenta:

  • Uma pausa prolongada (porque estiveste em licença de maternidade, por ex.);
  • Pouca ou nenhuma experiência profissional;
  • Experiência profissional pouco relevante para o cargo em questão.

Se no CV é impossível explicar uma ausência prolongada ou como podes colmatar a ausência de experiência com as tuas competências, a carta de apresentação é o palco perfeito para abordar estes assuntos, dando ao recrutador uma perspetiva diferente do que apresentas no currículo.

Como escrever uma carta de apresentação?

Seja no corpo do email ou num documento que vai anexo, juntamente com o currículo, deves ter algumas coisas em mente quando escreves a carta de apresentação.

Escreve uma carta personalizada

Evita o copy paste e investe alguns minutos a personalizar a tua abordagem. Pequenos detalhes como endereçar a carta diretamente (se souberes o nome de quem receberá a carta/email) ou falar do contexto específico da empresa (depois de fazer uma pequena investigação na Internet) podem ajudar a destacar-te perante os outros candidatos.

Não te limites a repetir o currículo

Não faças da carta ou email de apresentação um desfiar da informação que já consta no currículo. Ao invés disso, opta por pegar numa experiência profissional ou formação em específico e desenvolver um pouco mais, abordando aspetos que não estejam no CV mas que possam ser relevantes para o cargo a que te candidatas.

Sê clara e objetiva

Escreve a carta sem limites nem auto-imposições. No final, faz uma leitura crítica e corta tudo o que for acessório, o que estiver repetido ou não for relevante. Mantém apenas o essencial. Se for necessário, coloca a informação mais importante em bullets, parágrafos isolados ou a negrito.

Revê os erros

Uma carta ou email de apresentação com erros é um péssimo cartão de visita. Assegura-te de que o português (ou outra língua, se for o caso) é irrepreensível. Relê, confirma com o corretor do processador de texto e, se for preciso, dá a um familiar ou amigo para que leia uma última vez.

Usa um template para as tuas cartas de apresentação

Para complementar este artigo, criei um template que te ajuda a encontrar a estrutura perfeita para uma carta de apresentação. Este template está disponível para download GRATUITO na Biblioteca de Recursos.

Se ainda não tens acesso, clica no link abaixo e segue as instruções. É muito rápido e terás acesso vitalício aos conteúdos!

DOWNLOAD GRATUITO DO TEMPLATE DE CARTA DE APRESENTAÇÃO